21-3283-1240 | 97292-8404

Av. Embaixador Abelardo Bueno, nº 1, Ed. Lagoa 2, Sala 404, Barra da Tijuca

Topo

Alimentação e Produtividade: o que aumenta a minha performance?

 

Agora chegou a hora de falar sobre os alimentos e hábitos que te ajudarão a ter uma vida mais produtiva! Até porque, ser uma pessoa produtiva precisa estar associado à qualidade de vida.

Se você não leu o primeira parte deste post, dá uma olhada também para saber informações importantes que podem estar deixando a sua rotina cada dia menos produtiva.

O que devemos incluir de alimentos e hábitos no nosso dia-a-dia para ter mais saúde e uma vida mais produtiva?

.
♦ Cuidar da saúde intestinal e digestiva de uma forma geral:
Pessoas que possuem diarréia ou prisão de ventre, dor de cabeça, alergias, gases, má digestão, resfriados frequentes, queda de cabelo, entre outros, precisam estar atentas. Estes sintomas revelam que o intestino não está bem, de que não está absorvendo os nutrientes como deveria.
.
Se você já modificou a sua alimentação mas, continua com os sintomas ou não sentiu melhora na produtividade, então é interessante procurar um nutricionista. Assim, ele poderá fazer uma prescrição de probióticos; um plano alimentar mais rico em alimentos que estimulem a proliferação de bactérias benéficas para a saúde em geral (biomassa de banana verde, algumas fibras como inulina – presente na cebola, alho, batata yacon, chicória) e até mesmo de suplementos de vitaminas e minerais em caso de deficiências mais severas.

♦ Água:
Não tem como ter boa saúde se tivermos desidratados. Um alerta e dica aos que vivem com fome durante o dia: muitas vezes achamos que estamos com fome, mas na verdade, o que temos é sede. Por isso, é extremamente importante incluir líquidos ao longo do dia e, de preferência, água mesmo!
A indicação, em média, é de 35ml de água por Kg de peso corporal.
.
salada de fruta produtiva
.
♦  Escolher bons carboidratos:
Sim, eles fornecem energia, mas essa energia deve ser gradativa para não termos picos de glicemia, o que muitas vezes, gera uma queda na energia. Associar carboidratos com gorduras ou proteínas é uma boa estratégia para fornecer esta energia mais gradativa, equilibrando o fornecimento da glicose no sangue. 
.
.

LANCHES INTELIGENTES:

Uma fruta associada a gorduras boas como castanhas em geral

Salada de frutas com óleo de coco e chips de coco ou aveia em flocos

Omelete com legumes


.
.
.
♦ Alimentos ricos em Vitamina C: 

Ótimo nutriente para a imunidade e ainda ajuda na absorção do ferro no organismo, por isso, inclua alimentos como: acerola, caju, morango, goiaba, kiwi, brócolis, laranja, couve, limão.

.
.
♦Alimentos ricos em Ômega 3: 
Deixa a membrana das células mais permeáveis e desta forma há melhor absorção dos nutrientes. Por isso, consuma peixes (principalmente a sardinha), sementes de linhaça, castanhas em geral (nozes, amêndoas), azeite.
.
.
♦ Açafrão:
Estudos indicam que o açafrão consegue melhorar a capacidade cognitiva de idosos acima de 65 anos, pois estimula a proliferação de neurônios. O ideal é utilizar a raiz in natura, no arroz, na omelete, no suco ou na sopa!
.
.
♦ Alimentos com cores fortes como roxo, rosa, vermelho, laranja, verde escuro: 

Possuem muitos antioxidantes que ajudam na eliminação dos radicais livres do nosso organismo, e que são responsáveis pelo envelhecimento celular, inclusive dos nossos neurônios.

.
.
Frutas e vegetais produtiva

Quanto mais colorida for a sua alimentação, mais chance de ter todos os nutrientes necessários.

.
♦ Abacate e semente de abóbora:
Ricos em beta-sitosterol que auxiliam na modulação do cortisol, melhorando o estresse e reduzindo a ansiedade.
.
.
♦ Vitaminas do complexo B, magnésio e zinco:
Tenha sempre nas refeições alimentos como: grão-de-bico, feijão, ervilha, ovos, legumes, cereais integrais, carnes em geral, espinafre.
Dica: Para leguminosas em geral (feijões, ervilha, grão-de-bico, etc).
Deixe de molho entre 12h a 24h em água. Após o período, despreze esta água e cozinhe o alimento com nova água. Este processo melhora a absorção de nutrientes e reduz sintomas como gases e distensão abdominal promovidos pelas leguminosas.
.
.
Uma dúvida frequente…

Conseguimos todos os nutrientes nos alimentos ou existe uma necessidade de suplementação?

Tudo depende de como está nosso nível de nutrientes e sintomas. Às vezes é preciso sim, até porque temos um solo pobre, com muitos agrotóxicos, o que interfere na qualidade dos alimentos. Por isso, optar por orgânicos e não usar tanto o microondas já é uma ajuda para termos maior disponibilidade de nutrientes nos alimentos!

.
.
A pitada final disso tudo é: O planejamento das refeições é essencial.
No trabalho: se você não tem nenhum lugar para comer por perto ou fica trabalhando e esquece de almoçar?
Vale levar uma marmita ou pedir em um delivery saudável para “salvar” o seu dia. 
.
Os lanches também são muito importantes, embora sejam esquecidos no planejamento. É justamente aí que “atacamos” qualquer coisa na hora da fome.
.
Viu como não é difícil incluir estes alimentos no seu dia-a-dia? De uma forma geral, se você tiver uma alimentação equilibrada, variada, colorida, você tem nutrientes de sobra para ser uma pessoa mais produtiva. Com qualidade de vida, podemos realizar nossos sonhos com mais tranquilidade e felicidade! Os resultados compensam muito, pode ter certeza! Faz e me conta depois?
.
Um beijo nutritivo para você! 
.
.

Créditos:
Imagens:

Sem comentários

Publicar um comentário